Bom dia, hoje é dia 17/10 e são
Em Taió, +
Conmebol tira três pontos da Chapecoense e clube promete recorrer da decisão

Foto: Eitan ABRAMOVICH / AFP


Publicado em: 23/05/2017 17:47:18 - Por Luis Carlos
PUBLICIDADE

A Conmebol decidiu nesta terça-feira punir a Chapecoense pela atuação irregular do zagueiro Luiz Otávio na partida contra o Lanús pela quinta rodada do Grupo 7 da Copa Libertadores da América, no último dia 17 de maio, na Argentina.


A entidade definiu que o time argentino venceu a partida por 3 a 0. Com isso, a equipe catarinense está sem chances de seguir adiante na competição. O clube do Oeste informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que vai recorrer ao tribunal de apelação da entidade.


A gente previa que isso poderia acontecer, mas entendia que poderia ser absolvido. Foi uma decisão contra o bom senso. Vamos pedir um efeito suspensivo da decisão, para reverter os pontos, e temos sete dias para apelar ao tribunal de apelação da Conmebol — lamentou o vice-presidente jurídico da Chapecoense, Luiz Antônio Pallaoro.


A atuação irregular do zagueiro ocorreu por conta de uma suspensão de três partidas aplicada a ele pela Conmebol por conta da expulsão contra o Nacional, também em partida válida pelo Grupo 7, em Chapecó.


Na noite desta terça-feira a Chape enfrenta o Zulia para fechar a primeira fase da competição. Como perdeu os três pontos, o time não tem mais condições de avançar de fase.


Isso porque, o Verdão estava em terceiro lugar tinha sete pontos, enquanto o Nacional liderava com oito e o Lanús somava os mesmos sete da Chape. Agora os argentinos vão para 10 e os catarinenses ficam com quatro.


O Zulia assume a terceira posição com seus cinco pontos. Diante desse cenário, o confronto entre Lanús e Nacional vai decidir quem ficar em primeiro lugar no grupo, enquanto Chapecoense e Zulia vão disputar o terceiro lugar. Quem conquista este posto ganha uma vaga na Copa Sul-Americana deste ano.


Discussão sobre os e-mails embasou defesa da Chape

A grande polêmica no caso é que a Conmebol diz ter enviado um e-mail para o time catarinense informando do gancho de três jogos para o zagueiro.


O advogado Mário Bitencourt, contratado pela Chapecoense, informou que que a defesa está baseada na "indução a erro e quebra de cadeia de e-mails".


Ele afirmou que o advogado que estava cuidando do caso da defesa de Luiz Otávio e Rossi, Marcelo Amoretty, não recebeu informações sobre o julgamento e nem sobre o resultado.


A CBF informou que recebeu um e-mail sobre a punição no dia 10 de maio, dia da final da Recopa, onde Luiz Otávio e Rossi cumpriram suspensão automática, e repassou para a Federação Catarinense de Futebol, que também afirmou ter enviado ao clube. No clube a informação é de que o clube não recebeu nos emails oficiais.


DC

Compartilhe o link:
Radar Alto Vale © Copyright 2013 - 2015 - Radar Alto Vale não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos citados.
A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Radar Alto Vale.WLive! Soluções Web