Boa tarde, hoje é dia 29/10 e são
Em Taió, +
Moradora de Taió pede ajuda para cuidar de animais abandonados

Publicado em: 23/09/2020 09:46:50 - Por Luis Carlos Radar
PUBLICIDADE

Rose Neli Lessa, de 54 anos, que é aposentada por invalidez, é uma moradora do município de Taió que ama os animais. Rose reside no Bairro Universitário e nesta semana procurou o JATV para relatar uma situação triste e lamentável de abandono de animais, especialmente no local onde a aposentada reside.


"Moro num sítio, em uma área rural, e na nossa rua não tem luz, então as pessoas vêm e soltam os animais nas proximidades. Às vezes vivos, às vezes mortos", revela Rose.


Conforme a moradora, os abandonos ocorrem geralmente à noite para que ninguém veja. "Teve um dia, há algum tempo, que eu estava saindo da minha casa e me deparei com um homem soltando um cachorro. Falei para ele: Estou ligando para a polícia. Então, rapidamente ele colocou o cachorro de volta no porta-malas do carro e foi embora, nem deu tempo de eu pegar a placa", lamenta Rose.


No momento, cinco cachorros, dois gatos e até um cavalo são os animais que foram abandonados e que Rose abriga e cuida.


A Taioense pede ajuda para cuidar dos animais "Mesmo com a dificuldade física que tenho, procuro acolher e cuidar dos animais que são abandonados na minha rua. Queria ter condições de cuidar de mais, pois adoro os bichinhos, mas não tenho como, por isso peço ajuda", expressa Rose e acrescenta "Até agora eu estava dando conta.


Sei que são muitos os animais abandonados, por isso procurei cuidar desses que estão comigo, pois dá dó dos bichinhos. Tenho amor por eles. Mas como sou aposentada e também, lamentavelmente, estão surgindo outros problemas em minha saúde, não tenho condições de comprar trato para eles todos".


A ajuda que Rose pede é especialmente de comida e remédios para os animais. A situação mais delicada para a aposentada é a do um cavalo que no momento precisa de muitos cuidados. "Eu não queria me desfazer deles, cuido, trato, moro no sítio onde tenho espaço para eles. O cavalo, abandonaram na beira da estrada.


Andaram tirando madeira nas proximidades da minha casa com ele, e depois o abandonaram. Nem sei quem eram os donos. Estamos tentando curar ele, pois está com uma bicheira, está cego, manco, pois o machucaram. O certo seria dar uma injeção, mas não tenho como comprar", relata Rose.


Quem desejar ajudar, pode contatar Rose pelo fone e WhatsApp 47 99699-4183.


A aposentada finaliza com um recado para as pessoas que abandonam os animais "Meu coração não aguenta ver um bicho sofrendo, passando fome ou doente. Os bichos não raciocinam como nós, eles não pedem para vir ao mundo.


Tem muita gente que pega um animal pequeno porque acha bonitinho, fofinho, mas depois que cresce não quer mais e larga pelo mundo. E na minha opinião, essas pessoas são piores que bichos. Antes de pegar, pense muito bem e saiba que terá uma responsabilidade para o resto da vida desse animal".




Jornal A Tribuna do Vale

Compartilhe o link:
Radar Alto Vale © Copyright 2013 - 2015 - Radar Alto Vale não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos citados.
A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Radar Alto Vale.WLive! Soluções Web