Bom dia, hoje é dia 15/12 e são
Em Taió, +
Veterinária da Prefeitura morre em acidente na BR-116

Publicado em: 02/12/2019 12:26:31 - Por Luis Carlos Radar
PUBLICIDADE

A médica veterinária da Prefeitura de Rio Negro/PR, Juceli Mastey, de 21 anos, foi a vitimada por um grave acidente neste domingo.O acidente foi registrado por volta das 20h, no km 1,7 da rodovia, no bairro Jardim América.


Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), trata-se de uma colisão envolvendo quatro veículos. Um dos veículos, que trafegava no sentido Sul, fugiu do local.


De acordo com a PRF, um Volkswagen/Equinox, com placas de Mafra, bateu de frente em um Fiat/Palio, com placas de Itaiópolis. O homem de 37 anos, que conduzia o Equinox, foi encontrado consciente e orientado, com sinais vitais estáveis.


Conforme os bombeiros, o homem apresentava suspeita de fratura na clavícula e ferimentos no braço e na face. Já a condutora do Palio, de 26 anos, morreu no local, vítima de politraumatismo. O corpo foi conduzido ao IML (Instituto Médico Legal).


O quarto veículo envolvido, um Volkswagen/Gol, com placas de Itaiópolis, trafegava no sentido Sul e foi atingido na traseira pelo Equinox. O motorista, de 33 anos, e a passageira gestante, de 22 anos, foram retirados do veículo pela equipe da Autopista com escoriações pelo corpo. Eles foram encaminhados ao pronto atendimento do Hospital São Vicente de Paulo.


O corpo de bombeiros realizou a lavação da pista e o local ficou aos cuidados da PRF e da Autopista.


Motorista suspeito de causar o acidente foi preso


O condutor de 38 anos que conduzia o veículo Chev Equinox branco com praças de Mafra SC, e o suspeito de causar o acidente que tirou a vida da médica veterinária Juceli Mastey de 21 anos, na BR 116 em Mafra.


Segundo o delegado da polícia civil, foi descartado a possibilidade que estava acontecendo um racha no momento do acidente, de acordo com análise feita no local do acidente, o motorista do veículo Chev Equinox, forçou uma ultrapassagem em um local proibido inclusive com demarcação de tachões, provocando o acidente.


O empresário nega ser o causador do acidente, ele afirma que um outro veículo que fugiu do Local teria provocado o acidente, ele continua internado com escolta polícial, o delegado estipulou uma fiança de 10 mil reais sendo acusado de homicídio doloso sem intenção de matar. O inquérito deve ser concluído em 30 dias.


Papanduva noticias

Compartilhe o link:
Radar Alto Vale © Copyright 2013 - 2015 - Radar Alto Vale não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos citados.
A opinião dos colaboradores e dos leitores não necessariamente representa a opinião do Radar Alto Vale.WLive! Soluções Web